Portal Sistema Firjan
menu

Notícias

Competitividade

Firjan e Petrobras assinam protocolo de intenções para viabilizar um complexo industrial no Polo GasLub

Presidente em exercício da Firjan, Luiz Cesio Caetano, participa da cerimônia ao lado de várias autoridades

Presidente em exercício da Firjan, Luiz Cesio Caetano, participa da cerimônia ao lado de várias autoridadesFoto: Paula Johas/Firjan

Tempo médio de leitura: ...calculando.

Publicado em 10/09/21 14:12  -  Atualizado em  10/09/21 18:08

A Firjan e a Petrobras assinaram nesta sexta-feira (10/9) um protocolo de intenções para realização de ações e estudos para a implantação de um complexo industrial no Polo GasLub, em Itaboraí, no Leste Fluminense. A cerimônia ocorreu no Palácio Guanabara, onde a Petrobras também assinou protocolos de intenções com o governo do estado e a prefeitura de Itaboraí para explorar o potencial da infraestrutura do antigo Comperj e fomentar o desenvolvimento econômico da região.

No local está sendo implantada a Unidade de Processamento do Gás Natural - UPGN do GasLub, que deve entrar em operação no primeiro semestre de 2022. O objetivo dos protocolos é atrair grandes indústrias, que poderão utilizar o gás natural proveniente do gasoduto de escoamento Rota 3, seja como matéria-prima ou como fonte de geração de energia e calor. Iniciativas que constam no estudo “Rio a todo gás”, elaborado pela Firjan no ano passado, e que reúne diversas propostas para destravar investimentos em gás natural que podem alcançar R$ 45 bilhões no estado fluminense.

“Foi entendendo o potencial do mercado de gás natural e seus benefícios para o estado do Rio, que a Firjan elegeu o ano de 2021 como o ano da demanda de gás. E, não há como falar de GasLub sem falar da estruturação de um novo mercado de gás aberto, dinâmico e competitivo. E esse novo mercado passa pelo fortalecimento da indústria. Estamos desenvolvendo um Mapeamento de Demanda que já passou por todas as regiões do estado e visa identificar todo o potencial industrial de consumo de gás”, destacou o presidente em exercício da Firjan, Luiz Césio Caetano.

Segundo ele, o papel da federação na cooperação conjunta vai além do apoio ao desenvolvimento de projetos na região do GasLub. “Por meio da excelência e das capacidades oferecidas pela Firjan SENAI SESI, daremos suporte na capacitação profissional e oferta de serviços sociais para os empregados e seus familiares, além de produzir estudos de desenvolvimento de oportunidades para a região”, acrescentou Caetano, que também é presidente da Firjan Leste Fluminense.

O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, destacou que o protocolo já tem potencial de atrair novas indústrias e gerar empregos. “A nova lei do gás é um marco para a atração de novos investimentos e agentes para esse mercado. Com esse protocolo de intenções, já haverá atividade industrial na região do Leste Fluminense e em todo o Rio”, afirmou.

Também presente à cerimônia, o presidente da Petrobras, Joaquim Silva e Luna, destacou as empresas que poderão ser atraídas. “Esse esforço de cooperação visa criar os esforços necessários para a instalação de empresas na área da petroquímica, fertilizantes, cerâmicas e diversas outras”.

O governador Cláudio Castro, garantiu que serão feitas melhorias de infraestrutura. “Temos um novo e produtivo diálogo com a Petrobras. E já determinei o início das ações para levar infraestrutura à região do GasLub, incluindo aí rodovias, saneamento e segurança, a fim de ajudar na instalação de novas indústrias que trarão desenvolvimento, emprego e renda”, destacou. Vinicius Farah, secretário do Desenvolvimento Econômico do Estado do Rio, acrescentou que já existem conversas adiantadas com duas multinacionais.

“Esse projeto é a esperança de dias melhores para o município e toda a região metropolitana do Rio de Janeiro”, complementou o prefeito de Itaboraí, Marcelo Delaroli.

 
Para Empresas
Competitividade Empresarial Educação Qualidade de Vida