Portal Sistema Firjan
menu

Notícias

Firjan

Pesquisa confirma alta reputação e credibilidade da Firjan

Tempo médio de leitura: ...calculando.

Publicado em 25/05/22 12:56  -  Atualizado em  25/05/22 13:10

A pesquisa de imagem da Firjan e suas instituições (Firjan CIRJ, Firjan IEL, Firjan SENAI e Firjan SESI) realizada com 815 dirigentes industriais, trabalhadores da indústria e profissionais liberais foi  apresentada no Encontro da Indústria nesta terça, dia 24. Os resultados mostram que a boa percepção da federação cresceu em todos esses públicos desde 2017, e recebeu a nota geral superior a 8.

O crescimento se deu mesmo com a crise provocada pela pandemia da Covid-19 e é um reconhecimento ao trabalho realizado pela Firjan. Dentre as iniciativas mais recentes, vale lembrar que em 13/03/20 a federação prontamente lançou o Programa Resiliência Produtiva, um conjunto de ações e propostas para o enfrentamento do período adverso e em apoio à atividade produtiva.

Pesquisa Imagem Firjan.jpg

Assim, destaca-se uma evolução forte nas notas atribuídas às atividades de acesso a mercado e a novos negócios (8,65); desenvolvimento dos diversos setores e ramos de atividades econômicos (8,58); protagonismo para desenvolver a indústria e seu encadeamento (8,53) e desenvolvimento de ações que contribuem para a competitividade (8,46).

“E o que mais de fato nos traz satisfação são os conceitos principais atribuídos a nossa entidade: competência e capacidade técnica; credibilidade e boa reputação; influente e moderna”, analisa Eduardo Eugenio Gouvêa Vieira, presidente da Firjan.

A qualidade dos cursos, a atuação da instituição perante a pandemia, na segurança e saúde dos trabalhadores, os estudos e pesquisas que alicerçam os pleitos apresentados, também aparecem como destaques mantendo a alta avaliação dos anos anteriores da pesquisa.

A pesquisa quantitativa foi realizada entre outubro e dezembro de 2021 com empresários e profissionais técnicos de empresas associadas e não associadas e com a sociedade e tem margem de erro de 3%.

 
Para Empresas
Competitividade Empresarial Educação Qualidade de Vida