Portal Sistema Firjan
menu

Notícias

Competitividade

Aquário Casa Firjan mostra como as marcas se inserem no mundo dos games

Tempo médio de leitura: ...calculando.

Publicado em 24/02/21 13:01  -  Atualizado em  24/02/21 18:16

A chegada dos smartphones e a mudança no perfil do público são alguns dos fatores que explicam o crescimento da movimentação financeira de games nos últimos anos, de acordo com especialistas que participaram do primeiro Aquário Casa Firjan de 2021. Apresentando o tema “Games e negócios: Como as marcas estão inovando em ações comerciais”, a palestra mostrou cases de sucesso da Riachuelo, Boticário e Brahma e a razão desse mercado ter crescido 300%, movimentando US$ 174 bilhões em 2020.

“Há 15 anos o público era formado praticamente só por garotos de 15 anos. Nos últimos 10 anos, veio o fenômeno que é o celular, nessa hora o jogo foi para todo mundo, trazendo outros públicos”, conta Carlos Estigarribia, head de Country Management na Lockwood Publishing Ltd. Diante desse grande mercado, hoje as marcas querem estar dentro de um jogo, mas não exatamente no seu próprio game, diferencia Estigarribia. As marcas vão atrás de onde está o seu público. “Ou elas entram dentro do jogo ou falam com o público pelos streamers ou pelos youtubers”, conta.

Julia Medeiros, gerente de Licenciamento Sênior da Riachuelo, acrescenta que hoje tanto a avó quanto a criança jogam no smartphone, principalmente porque existem games muitos variados, o que traz democratização. No encontro virtual mediado por Iuri Campos, líder do Aquário Casa Firjan, a gerente da empresa ensina que a melhor maneira de fazer essa aproximação com o público é não ser de forma intrusiva. “Não adianta colocar o logotipo da Riachuelo em cima do mapa do jogo. Isso pode provocar mais rejeição do que aprovação”.

Em games é tudo muito caro, observa Bernardo Mendes, chief Gamer Officer na Druid, mas nem por isso uma empresa com pequeno orçamento precisa ficar de fora desse mercado. “Uma ação de influenciador digital bem feita, dentro do universo de games, dá muito resultado. Não fazemos ação digital hoje em dia sem influenciadores, justamente porque eles entregam maior resultado às campanhas, já que o nível de engajamento em games é muito alto”.

Acesse a plataforma de conteúdo da Casa Firjan para assistir à íntegra da palestra.

 
Para Empresas
Competitividade Empresarial Educação Qualidade de Vida