Portal Sistema Firjan
menu

Notícias

Competitividade

Aquário Casa Firjan mostra benefícios da agilidade organizacional para a imagem das empresas

Tempo médio de leitura: ...calculando.

Publicado em 07/04/21 12:13  -  Atualizado em  07/04/21 12:22

Ser percebida como uma empresa que resolve os problemas dos clientes é uma das vantagens competitivas de quem adota a agilidade organizacional. A avaliação foi apresentada no Aquário Casa Firjan, de 06/04, por Mariana Zaparolli Martins, especialista em Ágil na Bain & Company, após ressaltar que agilidade é a capacidade de reconhecer necessidades e poder atendê-las, ao desenvolver mecanismos que vão do pensamento à prática que se torne adaptável.

Na live sobre “Como desenvolver agilidade organizacional e aumentar a vantagem competitiva do seu negócio”, Mariana destacou três passos importantes para uma empresa alcançar os benefícios dessa estratégia. Segundo ela, é preciso “se abrir a novas formas de pensar; ter uma liderança formal que compartilhe suas responsabilidades nessa abertura de pensamento; e que haja confiança nas pessoas e nos colaboradores”.

Luiz C. Parzianello, sócio-fundador e CEO da Surya, explicou que agilidade organizacional não é apenas implantar métodos ágeis em várias áreas. De acordo com ele, é preciso criar capacidades de adaptação, focar no cliente, colocá-lo ao centro, e realmente entregar valor. Por outro lado, Parzianello chamou a atenção para um fator importante dessa estratégia, que é a necessidade de se reinventar continuamente: “nunca pare com a inovação”, aconselhou.

Ao comentar como a inovação se conecta com a agilidade organizacional, Henrique Imbertti, diretor de Agilidade Organizacional na Magazine Luiza, assinalou que a inovação tem que ter um espaço dentro de todos os times. “Eu vejo uma conexão muito forte entre agilidade, experimentação e inovação, uma vez que é ela que vai trazer o dinheiro novo para a empresa”.

“A agilidade ajuda a fazer a transformação de uma maneira muito mais ampla, mas antes de implantar essa estratégia, a empresa deve refletir sobre a real razão de introduzir esse sistema e avaliar se possui todos os elementos necessários”, pontuou Imbertti. A exploração profunda de questões como essas vai ditar o direcionamento e ajudar no sucesso da organização, ou mostrar que esse não é o caminho, observou.

Ramon Barbosa, agile coach e cofundador e instrutor na Agile Arena, mediador do encontro, enfatizou que a agilidade organizacional trouxe uma mudança de paradigma. Para ele, agora há uma nova visão na forma de enxergar os negócios, e não apenas na maneira de ver a organização.

Clique aqui para assistir à live. 

 
Para Empresas
Competitividade Empresarial Educação Qualidade de Vida