Portal Sistema Firjan
menu

Notícias

Economia do Rio

Rio Moda Rio: movimento estreia com sucesso e agita o setor

Rio Moda Rio foi desenhado em conjunto com empresários do setor e movimentou a última semana

Rio Moda Rio foi desenhado em conjunto com empresários do setor e movimentou a última semanaFoto: Fabiano Veneza

20/06/16 11:01  -  Atualizado em  22/06/16 18:59

Mais que um evento, um movimento de moda que retorna para o calendário da cidade e aquece o mercado da moda fluminense. Realizado entre 15 e 18 de junho, o Rio Moda Rio, que tem o Sistema FIRJAN como principal parceiro, chegou para retomar a vocação do Rio de Janeiro para a moda.

A última semana foi intensa, com desfiles, palestras e um espaço dedicado ao consumidor final, para comercialização de produtos das marcas participantes. Marcas como Osklen, Lenny, Isabela Capeto, Patricia Vieira, Blue Man e Alessa apresentaram suas coleções em desfiles que animaram o público.

Para Luiz Carlos Damião, presidente do Sindicato da Indústria do Vestuário de Campos, o Rio Moda Rio marca o início de um novo e promissor período para o setor. “Nosso estado tem que voltar a ditar a moda do Brasil e essa é uma iniciativa que caminha nessa direção. O Sistema FIRJAN está de parabéns”, disse.

Conteúdo de qualidade

Durante o evento, a FIRJAN promoveu palestras com diferentes temas ligados a moda. O público acompanhou atento e participou ativamente das discussões apresentadas. Já no primeiro dia, a metodologia de pesquisas de macrotendência FuturID foi apresentada aos participantes na palestra “FuturID – Como a metodologia de pesquisa apoia as empresas na identificação das macrotendências”.

Resultante de um trabalho iniciado pela área de moda da FIRJAN em 2007, a metodologia é uma ferramenta estratégica para a competitividade das empresas e pode ser aplicada em todos os setores industriais. A proposta do FuturID é identificar as transformações que ocorrerão no futuro, como elas vão alterar a forma como a sociedade se comporta, proporcionando as empresas detectar oportunidades de negócios e desenvolvimento de novos produtos.
 

ic_palestra-rio-moda-rio-palestrantes.jpg
Com uma história de sucesso na indústria criativa, Scott Hamlin, conta que a companhia fundou seu modelo de negócios baseado no upcycling | Foto: Fabiano Veneza


A “Economia Criativa e a Indústria da Moda” foi o tema do segundo dia de palestra. O debate reuniu empresários com casos de sucesso, que compartilharam suas experiências com o público. Com uma história de sucesso na indústria criativa, Scott Hamlin, ex-CEO da Adidas e atual presidente da Looptworks, contou como a companhia fundou seu modelo de negócios baseado no upcycling – método que utiliza resíduos para fabricação de novos produtos com alto valor agregado.

Um dos destaques da empresa é a linha de bolsas Luv Seat. Os produtos foram feitos com resíduos de couro de 80 mil assentos de uma companhia aérea, que iriam para descarte. Para Hamlin, a grande oportunidade está em descobrir como aproveitar problemas para criar negócios criativos.
 


A última palestra foi marcada pelo lançamento do livro Cenário #praia, publicado pelo SENAI. A obra conta a história da moda praia desde o início do século XX, passando por todas as décadas até a atualidade, contextualizando as evoluções das peças e como foram se adaptando às mudanças de comportamento da sociedade.

Além de abordar a história, o livro também traz textos técnicos sobre estamparia, modelagem, dados econômicos do setor e sua intersecção com outros segmentos da moda.

Ações de fomento

O Rio Moda Rio contou ainda com um espaço dedicado ao consumidor final para comercialização de produtos das marcas participantes, bem como de novos estilistas e designers, incluindo empresas participantes dos polos de moda da FIRJAN. Jandira Barone, sócia da empresa Confecções Tristar, foi uma das expositoras do polo. Para a empresária, a novidade de ter um espaço de venda no evento foi muito importante para dar visibilidade para sua marca.

"Ter nossas peças disponíveis para compra num evento grande como o Rio Moda Rio é um grande diferencial. Lançamos uma coleção no evento com uma inovação tecnológica: um jeans que possui uma propriedade especial que funciona como repelente para mosquito", disse Jandira.  

A empresária Vanessa Wagner, da marca de acessórios carioca Zóia, também participou dos polos de moda da FIRJAN e falou sobre o evento:
 


A Federação também levou empresários de moda de diversas regiões do estado do Rio para conhecer e participar do evento. Para Michele Costa, proprietária da marca de roupas Bossa, do município de Campos, o Rio Moda Rio foi uma grande oportunidade para fechar novas parcerias para seu negócio: “Achei ótima a ação da FIRJAN de aproximar todas as regiões do estado nesse movimento. Particularmente, considero que foi muito satisfatório, e já iniciei contato com uma loja de acessórios para uma parceria”.
 

ic_gerais-rio-moda-rio-mercado_veneza _1_.jpg
Mercado da moda viabilizou venda direta ao público | Foto: Fabiano Veneza


Também entre as ações promovidas pelo Sistema FIRJAN no evento, esteve um estande apresentando a produção de cachaças de primera linha realizada no estado do Rio. A empresária Kátia Espírito Santo, da Cachaça da Quinta, produzida no Município do Carmo, na Região Serrana, falou sobre a iniciativa: 
 


Os alunos do SENAI Espaço da Moda, de Nova Friburgo, também participaram do evento. Na quinta-feira, 16, eles assistiram aos desfiles das marcas Mara Mac e Isabela Capeto, e também foram recebidos para um bate papo com a estilista Isabela.

A estilista falou sobre o processo criativo e o que a inspira para criar suas coleções. Para ela, a iniciativa é uma grande oportunidade para os alunos do curso técnico de vestuário: “É bom que eles possam aprender desde cedo que a noda não é só glamour, esse é um mercado em que a concorrência é muito grande”.

Para a aluna Franciele Machado, participar do evento é uma experiência fundamental para sua formação: “Visitar o Rio Moda Rio despertou um olhar crítico, principalmente pela oportunidade de conversar com uma estilista famosa. Isabela nos ensinou a criar sem fazer cópias do que já foi produzido, mas sim, buscando nosso próprio estilo”.
 

ic_rio-moda-rio-polo-firjan_veneza.jpg
Polo de moda reuniu diferentes empresas no Rio Moda Rio | Fabiano Veneza


Desenhado em conjunto com os empresários do setor, a programação do Rio Moda Rio seguirá ao longo do ano, com edital para novos estilistas, sendo que três deles serão premiados com a participação na segunda edição do evento; ciclos de palestras temáticas; exposições de relevância cultural e artística para a cidade; e, no fim do ano, um prêmio dedicado aos melhores do segmento em 12 diferentes categorias.

Após as semanas de apresentação das coleções, empresários fluminenses vão participar de rodadas de negócios em outros estados, tendo a oportunidade de expandir o mercado de venda de seus produtos.

 
Para Empresas
Competitividade Empresarial Educação Qualidade de Vida