Portal Sistema Firjan
menu

Notícias

Economia do Rio

Indicador de produção industrial fluminense registra melhora, aponta Firjan

Tempo médio de leitura: ...calculando.

Publicado em 29/07/20 10:13  -  Atualizado em  29/07/20 11:08

O indicador de volume de produção da Sondagem Industrial do Rio de Janeiro, que em abril ficou em 25,8 pontos - pior patamar da série histórica da pesquisa, iniciada em 2010 – atingiu 47,5 pontos em junho. A utilização da capacidade instalada foi de 58%, mais próximo da média histórica de 64,3%. De acordo com a Firjan, que divulgou a pesquisa nesta quarta-feira, dia 29, os resultados sinalizam queda menos intensa da atividade no estado por conta da retomada das atividades que estavam paralisadas diante da pandemia do coronavírus.

A Sondagem Industrial varia de zero a cem pontos. Os resultados acima de 50 representam melhora ou otimismo e, abaixo, piora ou pessimismo. A pesquisa mostra que o movimento de retomada da produção industrial atingiu de forma mais intensa as empresas de grande porte (52,6 pontos), que voltaram ao patamar positivo após quase dois anos com o indicador abaixo dos 50 pontos. As indústrias de pequeno porte também tiveram melhora no indicador de produção e registraram 41 pontos, mas ainda com redução dos estoques para atender a demanda por produtos.

A pesquisa aponta que, em relação à situação financeira (36,7 pontos) e à margem de lucro (34,7 pontos), os industriais registraram insatisfação no segundo trimestre. O acesso ao crédito (29,6 pontos), apesar do patamar baixo, apresentou leve melhora em relação ao trimestre anterior (27,4 pontos), talvez por conta das medidas de acesso ao crédito anunciadas pelo governo federal.

Expectativa para os próximos meses também melhorou

A expectativa dos empresários industriais para os próximos meses melhorou, com alguns indicadores atingindo o campo do otimismo. No início do ano foi registrado o pior nível de pessimismo da série histórica da pesquisa.

A expectativa em relação à demanda por produto, que atingiu o pior nível em maio (34 pontos), apresentou melhora e chegou ao patamar otimista (54,5 pontos). Esse cenário se refletiu na expectativa de compra de matéria-prima, que fechou em 53 pontos.

Os indicadores de expectativa sobre o número de empregados e sobre as exportações também apresentaram melhora e chegaram próximo da estabilidade. Já o indicador de investimentos registrou 43,1 pontos, o que, de acordo com a Firjan, mostra que os empresários ainda aguardam uma retomada mais intensa das atividades e um cenário de menos incertezas.

Acesse a Sondagem Industrial do Rio de Janeiro.

 
Para Empresas
Competitividade Empresarial Educação Qualidade de Vida